Em entrevista para RFI, Diretor do CEIRI fala sobre as manifestações no Brasil

16 agosto 2015

Comments

0
 agosto 16, 2015
 0
Category CEIRI na Mídia

Neste domingo (16) acontece em 114 cidades do Brasil e do exterior, inclusive Paris, um protesto pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff, motivado pelas denúncias de corrupção que envolvem membros do governo federal. Organizada pelos grupos Movimento Brasil Livre, Revoltados Online e Vem Pra Rua, esta manifestação traz um elemento novo: uma mobilização clara da oposição para endossar os protestos.

O cientista político Gaspard Estrada, do Observatório Político da América Latina, da Universidade Sciences Po, em Paris, analisa a nova situação: “Esse protesto dá sequência a uma série de iniciativas que vem acontecendo no Brasil desde março visando o impeachment da presidente Dilma. No entanto, eu sinto que há uma movimentação clara da oposição para endossar os protestos, o que não foi o caso nem em março nem em abril deste ano, quando houve duas manifestações populares nos grandes centros urbanos.”

Ele acrescenta que o ex-candidato à presidência e presidente do PSDB, Aécio Neves, anunciou que vai se manifestar desta vez. “E também o próprio partido nas suas inserções na TV anunciou apoio às manifestações e incitou os brasileiros a saírem às ruas. Isso pra mim é um fato novo”, diz.

Crise em processo acelerado

Para o cientista político Marcelo Suano, diretor do Centro de Estratégia, Inteligência e Relações Internacionais, em São Paulo, o protesto é um reflexo da crise política no Brasil. “Ele é significativo da situação em que o governo está e do alcance da crise política. Não é muito comum o brasileiro querer se manifestar constantemente. Quando ele chega ao ponto de estimular várias manifestações, é que a crise está em processo acelerado. O que se espera é que se busque uma forma de entendimento nacional”, opina.

Segundo ele, é exatamente isso que está assustando a sociedade. “O Brasil não está caminhando para um entendimento e muito menos para um pedido de desculpa, pacto ou coalizão de lideranças. Ele caminha para a ruptura e para brigas internas dentro do governo. Cada horas as alianças estão mudando de lugar, gerando mais crise, insatisfação e perda de credibilidade”, afirma.

Reportagem Completa em: http://www.brasil.rfi.fr/brasil/20150814-oposicao-endossa-protestos-pelo-impeachment-de-dilma

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This template supports the sidebar's widgets. Add one or use Full Width layout.